História revelada

Em 1590, São José de Anchieta dedicou a igreja a Nossa Senhora da Assunção. Toda a igreja estava pronta, menos a sacristia.

Padre Nilson Marostica
Reitor do Santuário Nacional de Ancieta

O processo de restauro revelou uma face escondida do Santuário Nacional de São José Anchieta.

Quem for neste final de semana ao Santuário, poderá ver e tocas as pedras originais da construção, que com o tempo, foram cobertas por reboco e pintadas de branco, como estamos acostumados a vê-lo.

Trata-se de um fato inédito e sem previsão para acontecer novamente. Uma vez que o novo reboco das obras de restauro será recolocado.

A fachada e todo o prédio da igreja foram construídos com areia, óleo, cal de ostra e pedra.

Padre Nilson Marostica
Reitor do Santuário Nacional de Anchieta

440 anos da construção e 429 anos da inauguração da igreja

No último dia 15 de agosto, comemoramos os 440 anos do início das obras e 429 anos da Dedicação da igreja. Os dois eventos foram realizados pelo próprio Padre José de Anchieta.

A dedicação, ou consagração, é o nascimento de uma igreja, o que era uma construção torna-se, então, um templo.

Os marcos históricos, culturais e religiosos de 15 de agosto.

Detalhe do altar original no interior da igreja do Santuário Nacional de Anchieta.

Curiosidades reveladas

A torre do sino da igreja já foi atingida por um raio. Neste processo de restauração, também foi possível ver claramente a parte que teve de ser reconstruída. O sino da torre, que ficou rachado após o acontecimento, faz parte do acervo do Museu de Anchieta, atualmente fechado para as obras.

Na torre dos sinos da igreja é possível ver a parte reconstruída após ter sido atingida por um raio.

A mesma devoção de um santo

No Santuário Nacional de Anchieta é possível experimentar a mesma devoção que São José de Anchieta viveu. E nesta oportunidade, o visitante poderá contemplar a fachada da igreja como o próprio Anchieta a inaugurou.

Experimentar a mesma devoção de um santo

O Santuário: Patrimônio Histórico e Artístico Nacional

O Santuário Nacional de São José de Anchieta está localizado no município de Anchieta, no sul do Espírito Santo. E foi tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1943. 

O conjunto arquitetônico reúne a igreja de Nossa Senhora da Assunção construída por Anchieta, o Museu e o quarto onde o Padre José de Anchieta viveu os últimos anos de sua vida e morreu em 09 de junho de 1597.

O Santuário Nacional de São José de Anchieta

O Santuário foi declarado Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1943.

Restauro do Santuário

As obras de restauro e readequação do Santuário Nacional de São José de Anchieta tiveram início em junho de 2018 com conclusão prevista para o segundo semestre de 2020.  

A Restauração do Santuário Nacional

Visite-nos

O Santuário está aberto para visitação das 8h às 20h.

O Pátio do Santuário onde é possível ver a fachada descoberta está sempre aberto.

As Missas neste final de semana acontecem nos seguintes horários:

Sexta, dia 06 e sábado, dia 07 às 19h (na Capela da Penha, ao lado do Santuário).

Domingo, dia 08, às 8h30, 10h30 e 19h (todas no Santuário).

Segunda, Dia 09, Missa Votiva a São José de Anchieta, às 19h. Com a fachada exposta.

Endereço: Praça do Santuário, 240 – Morro da Penha
29230-000 Anchieta 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s